Rodovias registram trânsito intenso na volta do feriado de Páscoa no RS
28/03/2016 09:42 em Novidades

Mais de 46 mil veículos já tinham retornado para a capital pela freeway.
Concessionária chegou a liberar acostamento devido a movimento intenso.

As rodovias do Rio Grande do Sul registraram movimento intenso na tarde deste domingo (27), na volta do feriado da Páscoa. Pela BR-290 (freeway) mais de 46 mil veículos já tinham passado, até as 22h, pela praça de pedágio de Santo Antônio da Patrulha em direção a Região Metropolitana de Porto Alegre. A estimativa da Concepa, concessionária responsável pela rodovia, era o retorno de cerca de 50 mil veículos neste domingo.

A movimentação na rodovia começou a se acentuar a partir das 16h, com 87 carros passando por minuto. Por isso, o acostamento foi liberado como quarta faixa entre os km 1,5 e 26, entre Osório e Santo Antônio da Patrulha, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul. A alternativa de tráfego pode ser utilizada entre as 16h e até 20h30.

Já na volta do interior pela BR-290, o fluxo também foi intenso, mas sem registros de lentidão no trecho. Mais de 30 mil veículos eram esperados para passar por trecho da rodovia neste domingo.

Já na ERS-040, rota secundária para o litoral, o movimento foi acentuado. Conforme a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), 15 veículos passavam por minuto por volta das 20h no pedágio em Viamão, no km 19 da rodovia.

Estradas têm esquema especial de trânsito 
As principais estradas gaúchas têm um esquema reforçado para atender o aumento do fluxo de veículos durante o feriado da Semana Santa. A Operação Viagem Segura começou na zero hora desta quinta (24) e se estende até a meia-noite deste domingo (27).

Conforme o Detran, considerando-se os dados de 2007 a 2015, o feriado de Páscoa registrou uma média de 7,3 mortes por dia. O feriadão do ano passado foi especialmente violento no trânsito. Foram 36 mortes em quatro dias (nove óbitos por dia).

A Operação Viagem Segura tem como principais parceiros a Brigada Militar e o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Detran/RS e Polícia Civil. Também colaboram órgãos de trânsito municipais (EPTC na Capital), Cetran/RS e Famurs.

Os órgãos de fiscalização contam com a ajuda da comunidade para alertá-los sobre condutas perigosas nas estradas. O contato pode ser feito pelos telefones de emergência da PRF (191), nas estradas federais, e do Comando Rodoviário da BM (198), nas estradas estaduais.

 

 
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!