SE A PROMESSA NÃO FOR CUMPRIDA SERVIDORES DE GIRUÁ ENTRARÃO EM GREVE
07/06/2018 - 16h15 em Novidades

A advertência foi feita enfaticamente pelo presidente do Sindicato dos Municipários de Giruá, Luciano Machado, em entrevista ao programa Contato Direto.  A promessa cobrada pelos servidores, segundo Machado, teria sido feita pelo próprio prefeito Ruben Weimer (PP), diretamente aos servidores em reunião no  saguão da prefeitura, por ocasião da “ venda “ da folha de pagamento ao banco Sicredi. Na operação a prefeitura arrecadou  o valor de  865 mil reais como recurso extra orçamentário.

      O presidente Luciano lembrou que o sindicato foi convidado pela Prefeitura a participar de todo o processo de venda da operacionalização da folha e inclusive, contribuiu para a concretização do contrato.  Lamentou que os servidores estejam esperando desde janeiro/18 a gratificação  correspondente a 30 por cento do valor auferido com a operação.  Machado disse acreditar que o prefeito Ruben continue disposto a cumprir a promessa, porém sua assessoria tem buscado pareceres jurídicos contrários, o que vem atravancando um acordo.

      

SINDICATO VAI ESPERAR ATÉ O DIA 20

 

     Segundo o representante dos servidores, na reunião ocorrida nesta semana, entre o  Sindicato, Apromug ( professores ) e vereadores, o prefeito teria determinado a sua assessoria encontrar imediatamente  uma solução  financeira desvinculada da “ operação de venda da folha “ para  repassar o recurso  em forma de gratificação ao funcionalismo municipal. O abono em parcela única, seria no valor aproximado de 260 mil reais, rateado entre todos os servidores do quadro.

      Luciano Machado declarou ainda que além da promessa feita pelo Governo Municipal, outro fator que move os servidores, é o fato de que a Administração Anterior partilhou, sem nenhuma ilegalidade,  o percentual de 30 por cento sobre o valor  da venda da folha, naquela ocasião para a Caixa Federal.  Acrescentou ainda que a pressão e a indignação dos servidores é muito grande, diante da demora para solucionar uma questão simples.  Machado advertiu que se até o dia 20 o Executivo não enviar um projeto-de-lei para a Câmara de Vereadores honrando o prometido, o Sindicato e a  Apromug farão uma assembleia conjunta  com sinalização total de  paralização das atividades.

*veja também no facebook/radiogiruá

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!